quinta-feira, 1 de novembro de 2007

PELA PAZ

Agradecendo a Lino o convite para participar da blogagem coletiva PELA PAZ, passo a palavra a DRUMMOND, homem que praticou a paz e que completaria nesse 31 de outubro, 105 anos. OS PACIFISTAS ******** Na Cinelândia, pela tarde,/ em bancos vulgares e amigos,/ sentam-se homens mal vestidos./ Não mostram pressa de voltar / para casa ou para o trabalho/. Sentam-se em honra de uma vida/ que vive dentro de suas vidas/ corriqueiras, pardas e tristes,/ e lá ficam a ver as pombas/ em torno à estátua de Floriano/ catando milho distribuído/ por um deus amigo das aves,/ o deus que no baixar à Terra/ preferiu o simples disfarce/ de empregado administrativo./ Bicam as pombas, esvoaçam/ por entre mármores do Teatro,/ do Museu e da Biblioteca,/ não que lhes interessem óperas,/ livros, telas, artes humanas./
Brincam as pombas: pena, cor/, lampejo entre árvores, tranqüilo/ ser-existir infenso ao trágico/ mundo que se foi modelando/ entre gritos, gagos regougos/ lágrimas, cóleras, solércias,/ à custa do mundo essencial/. Libertados de todo peso,/ deixam-se os homens / desprevenidos face às pombas./
Silenciosos e circunspectos,/ são talvez os homens melhores/ de nosso tempo assim parados./ Não pleiteam bens ou poderes / mais que o bem e o poder de um banco/ alteado no chão de pedrinhas./
Não transportam a guerra n’alma,/ não vendem ódio, não tocaiam/ nem sofismam quem tem razão/ entre sem-razões deste instante/. O vôo não viajeiro basta-lhes/ para alimento das retinas/ e, ao mirar as pombas, remiram/ uma harmonia que perdemos./ Na Cinelândia, aves e homens / redescobrem a paz, em vida./
******** Carlos Drummond de Andrade, in Seleta em Prosa e Verso, 1976 Livraria José Olympio Editora

14 comentários:

Fernanda disse...

Que privilégio ser recordado como o homem que praticou a paz, porque realmente é isso mesmo: nós demos praticar a paz, não somente reclama-la!
Bom feriado.

Fábio Mayer disse...

O genial Carlos Drummond de Andrade...palavras serenas que vieram de Minas, para encantar o Brasil e o mundo.

Márcia(clarinha) disse...

Paz sem medo com justiça para o mundo!
dias lindos,
beijos

Ronald disse...

Exemplos de pessoas que gritam pela paz temos bastante, Drummond é um deles. Belo blog e voltarei sempre que possível.

Márcia disse...

Olá Ceci. O que é a paz, afinal? Um tema inesgotável e uma meta a ser atingida por todos nós. Um grande abraço.

Drikaflor disse...

Saudades daqui...lindo como sempre...bjs
Drika

Saramar disse...

Ceci, minha querida, quem dera os homens brincasse assim, como as pombas!
Quem dera os homens vivessem em paz!

beijos, bom final de semana.

Lino disse...

Ceci:
É um privilégio tê-la na blogagem e ainda secundada por Drummond o nosso grande poeta que refere-se com maestria ao assunto, à procura da paz.
Muito obrigado pela participação.

Jota Effe Esse disse...

Pensei, por ficares tanto tempo ausente, que tinhas colocado em fogo morto o blog, e agora vejo OS PACIFISTAS, de Drummond, enfeitando-o. Beijos.

Francisco Dantas disse...

Ceci, um grande abraço, um ótimo domingo. Tudo pela PAZ!

Crys disse...

Ce querida, ausência tem sido meu nome, rs. Que bela interação de Drummond com a paz, que ela se faça presente nos corações dos homens! beijão amiga!

loba disse...

Querida, que bela lembrança! Que prazer em reler aqui meu poeta preferido!
Um beijo e paz sempre pra todos nós!

dácio jaegger disse...

Que façamos todos, das palavras de Drummond um paradigma de altivez: "Na Cinelândia, aves e homens / redescobrem a paz, em vida." Parabéns pela integração na campanha do Lino, um homem de sentimentos e ações nobres.

Francisco Sobreira disse...

Ceci,
Obrigado pela visita ao meu blogue e por a minha análise ter lhe agradado. O filme existe em DVD, já algum tempo, e acredito que você possa encontrá-lo em algum locadora daí. Um abraço.